©2019 António Almas

O meu EU...

Nascido em Évora no ano de 1969, António Almas, revelou desde tenra idade o gosto pela leitura. Com particular interesse pela ficção e o ensaio, encontrou nos livros de Carl Sagan, H.G. Well, Isaac Asimov o fascínio pela ciência e pelo fantástico. Sempre envolvido em vários projectos na área do associativismo juvenil, a literatura acompanhou a sua caminhada, fazendo a ponte entre a azáfama do quotidiano e a tranquilidade do repouso. Em 1990 foi professor na EPRAL de Vila Viçosa, terra onde sempre residiu, e onde em conjunto com outros colegas leccionou disciplinas de um Curso de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas. Mais tarde foi presidente da Biblioteca Florbela Espanca.

Em finais de 1999, decidiu começar a escrever alguns apontamentos, ideias e sensações que lhe despertavam os diversos temas, como a religião, o amor, ou os mitos urbanos. Esse caderno, chamado "Nós os marcianos", é hoje uma referência não publicada do início da sua escrita.
Mas não seria no campo do realismo que viria a entregar as letras, a metáfora e a fantasia aliada aos sonhos abriram-lhe a porta para mundos criados por si, imagens e sabores, sentidos e emoções.
2005 marca o inicio de uma nova aventura, com a criação de um blogue. Nesse espaço nasceu um diário que aos poucos foi construindo, embalado pela paixão, escrevia, a coberto de um certo anonimato para alguém que, na maioria das vezes, não o lia. Texto após texto, criou um espaço que era visitado por vários leitores que o incentivavam também a escrever.

Vinte anos após os seus primeiros passos na aventura da escrita e 10 anos depois do lançamento do seu primeiro livro "Diário de sonhos", António Almas tem hoje publicada 32 obras, sendo que 13 delas já se encontram traduzidas para vários idiomas (Inglês, Espanhol, Francês e Italiano).

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now